quarta-feira, 18 de abril de 2012

Pergunto-me porquê que o meio é sempre o fim de tudo e o inicio de um novo começo, pergunto-me porquê que as ondas avançam e recuam e porquê que a terra gira em torno de si mesma, pergunto-me todos os dias o porque de ter que amar para ser feliz, há quem nunca tenha amado e tenha sido feliz á mesma, talvez a vida fique incompleta, sim talvez, há sempre a excepção, sinto por vezes o mundo nos meus pés e penso que consigo aguentar a pressão mas no final quando ele vai abaixo vou junto com ele, acho que tenho que passar a odiar os que me amam e a amar os que me odeiam, porque se um dia me afastar de quem amo sentirei muitas saudades e me perderei neste grande caminho, nestas ondas que nunca mais avançam para o mesmo nível de que há 2 segundos atrás estavam, enquanto que as que odeio não são nem mais um dia nem menos um dia na minha vida, logo, os amo por isso, os amo por me odiarem e me fazerem feliz assim mesmo.
Gosto de escutar a musica que passa na rádio, gosto de ver o que se passa na estrada, gosto de contar os dias, gosto de ouvir belas melodias e sentar-me no chão gelado e desconfortante e desenhar com a minha ponta do lápis rabiscada por mensagens trocadas nos momentos oportunos, prefiro-me iludir com mentiras do que com histórias de princesas e finais felizes, gosto de ser a palavra na ponta da tua caneta, gosto de ser rabisco a caminho de obra de arte no teu caderno, gosto de abraçar o vento e agradecer-lhe por meros momentos, gosto de sentir a areia a cair das minhas mãos, de sentir a agua a escorrer pelo meu rosto, gosto de me encostar no pior sitio do mundo e pôr-lo mais calmo e sereno com o som da melodia do barulho do meu lápis a rabiscar no meu caderno rosa rasgado e ultrapassado pela vida.
Por vezes as folhas caem e passam por mim e fazem com que me sinta viva, fazem me sonhar com sonhos inimagináveis ao meu ver e ao do próprio sonho, certas frases são uma aventura para mim e nessa aventura és o meu herói, causa dor e sofrimento mas no final é compensador, o teu sorriso encantador consegue mover as nuvens negras que pairam por cima da minha cabeça e do meu pensamento atolado de tudo, o teu sorriso é a prova mais bonita do que me faz querer sonhar tantas vezes o mesmo sonho.
Adorava pintar castelos e desenhar princesas com vestidos extensos repletos de lantejoulas e com a cara cheia de brilhantes, adorava caminhar pelas linhas férreas dos meus desenhos, adorava quando sentia o relevo das minhas frases bem carregadas e bem centradas no meio da minha folha.
Adorava quando podia sonhar sem ter um letreiro bem expresso no meio a dizer "acorda para a realidade", mundo dá-me essa liberdade, sonho deixa lá a realidade porque o sonho pode ser muito pior.


2 comentários:

  1. Estou a participar num concurso de escrita ,ajuda-me a ganhar,clica gosto nesta página:
    http://www.facebook.com/pages/O-primeiro-passo-para-a-concretiza%C3%A7%C3%A3o-de-um-sonho/264167150294532

    e para votar clica gosto neste link onde se encontra o meu texto:
    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=382896348421611&set=a.382786995099213.91159.264167150294532&type=3&theater

    Isto é muito importante para mim,ajuda-me ,conto contigo!

    ResponderEliminar
  2. http://www.facebook.com/photo.php?fbid=382888585089054&set=a.382786995099213.91159.264167150294532&type=3&permPage=1
    Ajuda-me a ganhar, põe gosto e divulga pf!

    ResponderEliminar